conto"meu cunhadinho"

Ir em baixo

conto"meu cunhadinho"

Mensagem  Admin em Qui Out 27, 2011 5:10 pm

Foram três momentos marcantes... divinos....um jovem e adorável cunhadinho que passava férias em nossa casa, apagou o fogo que me incendiava entre as pernas.... Estávamos casados há 2 anos, não tínhamos filhos, naquele tempo tinha 23 anos, o irmão de meu marido me fazia companhia enquanto passava alguns dias de suas férias conosco, apesar de sua tão pouca idade, as vezes me preocupava pois o surpreendia excitado mirando minhas pernas ou meu decote, porém pensava ser produto de minha vida solitária e minhas necessidades sexuais não satisfeitas....eu me sentia quase que enferma por falta de um homem...as masturbações não mais me satisfaziam...vivia fogosa por falta de sexo e cheguei a pensar em arranjar um amante para saciar minha fome física e emocional...porém me assustava o pensamento de me relacionar com outro homem... com um estranho...andava tão excitada que cheguei a me tocar 3 vezes em um único dia. Até que após uma forte discussão com meu marido, mesentia cheia de raiva, com a alma dolorida... com desejos de vingança...se ele não me procurava na cama os únicos dias em que ficava em casa, provavelmente era porque tinha outra....estava depressiva... e na primeira noite em que se foi de viagem, vestia uma camiseta grande que uso para dormir e estava somente de calcinha, bebia uma cerveja na varanda de casa... as escuras... porque sabia que naquela noite estava super excitada e precisava beber algo para dormir, e por outro lado fazia muito calor. Nisso chega meu cunhadinho da rua, acendeu a luz e ficamos a conversar assuntos triviais... lhe disse que a claridade me incomodava e pedi para ficar a sós por um tempo que estava muito triste. Não sei por quanto tempo fiquei ali, dando voltas em minha vida e meus problemas... já me sentia um pouco bêbada...assim que decidi ir para meu quarto...porém ao passar pelo quarto de meu cunhadinho, sem pensar, abri suavemente sua porta e entrei... Ele estava dormindo...me deitei calmamentea seu lado para não desperta-lo...me acomodei de costas para ele...precisava sentir o calor de um corpo masculino...em pouco tempo senti como me abraçou e juntou seu corpo ao meu...fiquei quieta...paralisada...estava mareada pelo álcool e um pouco assustada pela besteira que estava para cometer...nisso senti em minha bunda a rigidez de seu pau, e comecei a ficar quente...devagar começou a acomodar-se fazendo-se de dormido...levantei minha camiseta deixando minha bunda no contato de seu corpo...minha buceta a esta altura pingava...senti como seu cacete saiu de seu pijama e encostou em minhas coxas...estava duro e pulsante...fiquei paralisada... assustada... a situação estava escapando do controle...porém deixei aquele joguinho prosseguir... excitada e muito úmida. Fui me acomodando, abrindo um pouco minhas pernas e levantando o traseiro fazendo com que seu pau ficasse entre minhas coxas e roçando minha vulva...sentia-o pulsar...quente...comecei a apertá-lo com minhas coxas...movimentando punhetando-o bem lentamente...apenas o fino tecido de minha calcinha separava aquela massa de nervos dura e grossa de minha buceta ardendo de tesão e louca para ser penetrada ...minha respiração, assim como a dele, se pôs acelerada... começou a mover-se suavemente com seu ventre...para trás e para frente como se estivesse comendo minha buceta...suas mãos agora agarradas a meus seios.. massageando-os com destreza... sentia seu pau roçar em minha calcinha molhada... ritmicamente a seus movimentos, rebolava a bunda auxiliando-o lentamente...tudo em câmera lenta e sem pressa...até que aos poucos começamos a nos movimentar mais rápido e fui presenteada...ele começou a derramar sua porra entre minhas coxas melando minha calcinha...foi uma loucura sentir sua respiração forte em minha nuca... tive que me aguentar para não gritar...pois ao sentir seu sêmen ardente jorrar entre minhas pernas...cheguei a um orgasmo que a muito não sentia. Seu pau aos poucos foificando flácido...sentia sua porra escorrer por minhas pernas...ficamos ali grudados por algum tempo...eu não podia crer no que havia acabado de fazer...sentia-me assustada e com vergonha...porém com o corpo bem relaxado ...desci de sua cama lentamente e fui para meu quarto sem lavar o sêmen...apesar de estar relaxada pelo orgasmo e o efeito das cervejas...antes de dormir comecei a acariciar minha buceta, até por terminar numa acelerada masturbação... No outro dia, sentados á mesa do café, não trocamos uma palavra sobre o acontecido, apenas a cumplicidade de nossos olhares na certeza que aquilo estava apenas começando... Era uma questão de tempo para que consumássemos por completo aquela traição...e aconteceu...dei gostoso para meu cunhadinho sentindo sua porra banhar meus órgãos reprodutores. Era mais uma daquelas noites solitárias... calor intenso...uma leve chuva...a porta do quarto se abre...senti seu cheiro...o sabor de seus beijos...suas caricias eram intensasme fazendo sentir cada vez mais prazer...sua respiração estava agitada...bruscamente sacou minha roupa...me entreguei por completo a algo que era inevitável e muito desejado. Estávamos os dois nús na minha cama, estava sobre mim... beijando...com paixão...com desespero . Não havia nada que me fizesse recuar... não lhe ofereci resistência...me entreguei...ele estava consciente em apagar minha excitação, mesmo vendo reluzir a aliança de casamento no dedo de minha mão esquerda...necessitava de caricias...necessitava de um enorme e grosso pau dentro de minha buceta O suor banhava nossos corpos, não conseguíamos afogar nossos gemidos... intensos...que nos provocava mutuamente. Saboreei seu sexo erguido... quente... doce... enquanto o fazia gemer forte profundamente...por sua vez ele alcançou o grelinho de minha buceta carnuda com sua língua deliciosa...explorava minha vagina... introduzia sua língua...sua mão ia acariciando minha bunda...ambos seguíamossuspirando...gemendo. Nos beijamos e saboreamos o doce sabor de nossos órgãos sexuais...isso nos excitou ainda mais...nos abraçamos fortemente...ele colocou a cabeça de seu pau na entrada de minha buceta...pincelando-a de cima abaixo...tocando o botão de meu prazer e chegando com sua exasperante caricia até minha flor anal, porém sem penetração. O desejo foi se apoderando de mim... gritei...o mordi...lhe supliquei...para ser penetrada... como que estivesse esperando por isso, me penetra lentamente, fazendo-me viajar aos delirantes paraísos carnais. Nunca em minha vida havia sentido isso... prisioneira de uma excitação...de um desejo...de uma paixão alucinante... praticamente quando me penetrou por completo...tive um orgasmo...de forma continua... Ele socava e empurrava a vara em mim ritmicamente, acariciando meus seios...beijando meus lábios...meu pescoço...minhas mãos...meus braços ...abria minhas pernas e penetrava com força e decisão...roçava com sua vara todasas partes de meu sexo...por dentro e por fora...em muitas ocasiões percebi que iria ejacular...diminuía o ritmo e não gozava . Perdi a noção do tempo e abandonada ao prazer, percebi um brusco aumento no ritmo de suas estocadas... agora pretendia me deixar louca...aquele pauzão saia e entrava em minha buceta com extrema velocidade...buscava seu orgasmo...e isso provocava em mim gritos de prazer...lhe arranhava as costas...nos mordíamos....saboreávamos nossas salivas em nossos lábios em furiosos beijos. Por fim lhe chegou o clímax e gritou profundamente, fui prisioneira de convulsões que me fizeram quase desmaiar de prazer... e quando senti o fluxo ardente de sua pôrra em meu interior...gozei desesperada.. foi delicioso sentir a contração de seu corpo inundando minha buceta... exaustos...suados e felizes... Não queria solta-lo...não queria deixá-lo ir...o prazer do proibido era delicioso...queria me entregar por completa a quem estava me fazendo tão feliz naquelanoite...aceitar que ele era o homem de minha vida...queria suspirar.. gemer... para sempre com ele. Fomos para uma refrescante ducha...juntos...nos beijamos...nos acariciamos...e voltamos a nos excitar...ensaboei seu enorme e grosso cacete...apoiei meus braços sobre a pia e abri minhas pernas arrebitando meu rabinho... aquilo que seu irmão sempre me pediu e eu sempre recusei...iria dar a ele...somente pra ele... rapidamente entendeu o recado...encaixou bem na portinha de meu cuzinho e foi empurrando devagar pois lhe avisei que era minha primeira vez...quando a grossa cabeça entrou arrebentando as pregas e alargando o esfíncter, doeu demais, mas depois deslizou macio e inteiro até o fundo...agarrou meus seios e começou a foder meu cuzinho com força, pelo efeito daquele túnel apertado e quente, no máximo em 2 minutos ele começou a jorrar em minhas tripas...mesmo doendo foi maravilhoso dar aquele enorme prazer para meu macho. Passaram mais 3 dias, fodiamos pelo menos 2 vezes aodia, o inevitável aconteceu, suas férias acabaram e teve que retornar para sua cidade no interior do estado, fiquei triste, mas nossas vidas estavam predistinadas a estar juntos, ele deixou uma sementinha dentro de mim e 9 meses após nasceu nosso filhinho... a cara de meu marido...o idiota do chifrudo ficou todo feliz...mal sabia ele que aquela linda criança era fruto de uma traição. Continuei com minha doce vingança, me deliciando com aquele corpo juvenil e gostoso...meu cunhadinho era o máximo... Entro em seu quarto, ele estava sentado comodamente e completamente nú, me esperando, seu enorme e grosso pau ereto em atitude desafiante de macho que mostra sua virilidade sem complexos... eu estava levemente maquiada vestia uma calcinha negra bem pequena apenas cobrindo meu sexo, assim como meu sutien da mesma cor ressaltando meu grandes seios. Me olha ansioso e logo a seguir mira seu enorme pau ereto como indicando que ele está preparado para mim...ordenando-me que demonstreminhas artes de mamadora voluptuoso e viciada...lhe sorri com picardia como uma puta no cio...me aproximo e me ajoelho...peguei-o delicadamente com a mão...sinto a dureza e a grossura de suas veias irrigadas de sangue...com suavidade começo a cobrir e descobrir a pele de sua glande...masturbando e acariciando...com minha outra mão acaricio com feminina habilidade suas bolas...são grandes... seu escroto está cheio de esperma...testículos de macho...me inclino até suas bolas e levanto seu pau para deixá-las expostas a minha boca...aspiro profundamente o intenso cheiro de macho excitado... deslizo minha língua úmida...ardente...pela costura que separa suas bolas de seu ânus, sinto uma pequena rugosidade...subo e desço várias vezes com a língua massageando seu cuzinho e seus testículos ...escuto seus gemidos de prazer e isso me excita ainda mais... Além de chupar e beijar suas bolas, com três dedos continuo a masturbar seu enorme cacete e logo levanto um pouco meu rosto eenfrento seu pau de frente, está muito duro...o rosado brilhante de sua glande ressalta perante a suave pele de seu tronco... seus gemidos de prazer se agitam..e vejo como seu pênis cada vez se endurece mais e pulsa em minha mão...suas bolas aumentam de tamanho... Começo beijando a glande...toda a plenitude de sua enorme cabeça...os olhinhos sensíveis de onde sai sua pôrra...depois passo minha língua molhada de saliva quentinha...continuo com minha tortura lambendo em espiral seu tronco até seu saco...subo e desço por várias vezes... seus gemidos me indicam que ele não suporta mais de tesão...que quer o máximo prazer...então volto a dar atenção a ponta de seu caralho duro e muito lentamente vou engolindo...lentamente...tudo...inteiro ...até sua base...o sinto pulsar nas paredes de minha boca. Então inicio a mamada...com a boca atolada até o talo começo a succionar sua base até a glande e volto a engoli-lo por inteiro aprisionando-o com meus lábios...apertando-o...massageando com a língua gulosa...seus gemidos aumentam de intensidade...isso me deixa feliz...saber que o estou dando prazer...acelero minha mamada... mais ...e mais....me sentia entregue e excitada ao sentir o gozo de meu macho...seu membro atolado em minha boca...afogando-me..,.encostado em minhas amígdalas... Sigo cada vez mais excitada...o chupo...o succiono...o mamo...meus lábios sobem e descem envolvendo por completo deixando-o salivado...estou louca de prazer com aquele pauzão duro em minha boca...o mordo suavemente para que sinta meus dentes... até fazê-lo dar gritinhos de prazer...e sigo mais e mais rápido naquele louco boquete apertando seu tronco delicioso...cada vez com mais força...sinto que está para vir.... seu pau começa a inchar e pulsar...subo e desço minha cabeça mais rápido... apertando e succionando com todas as forças de meus lábios...acelero minhas chupadas mais e mais...sinto um leve golpe de seu pau em minha língua me avisandoque está chegando o grande momento...nisso o meto até o fundo de minha boca e sinto a explosão de sua pôrra dentro de minha boca...sigo succionando e chupando sentindo os breves esguichos de seu sêmen explodindo em minha garganta quase afogando-me... sinto seu doce sabor e devagar vou deixando escorrer por minha garganta melando minhas amígdalas até esvaziar as últimas gotas de seus testículos...seu membro lentamente vai perdendo a ereção dentro de minha boca ...até voltar a seu tamanho normal... retiro lentamente meus lábios dele. Lhe olho...está com os olhos fechados...seu rosto sorri satisfeito...relaxado...com o prazer consumado....

_________________
aiaizinho_69
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 400
Data de inscrição : 12/10/2007
Idade : 37
Localização : portugal

Ver perfil do usuário http://aiaizinho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum